Colocando sua história no gênero certo [Banco de Ideias]

         Por: Ann Vinyso Perfil:  https://fanfiction.com.br/u/504935/ Bom dia, boa tarde, boa noite (ou boa madrugada). Como estã...

        

Por: Ann Vinyso

Bom dia, boa tarde, boa noite (ou boa madrugada). Como estão vocês, queridxs vampirxs jedi de Hogwarts? Deve ser a primeira vez que me veem publicando algo aqui de minha autoria, e como dizem que “a primeira impressão é a que fica”, espero que apreciem a postagem.



Publicar uma fanfic pode ser um sonho... ou um pesadelo! Sobretudo quando não sabemos qual título colocar, como fazer a sinopse e qual a capa mais adequada à nossa história. Sem contar as informações essenciais sobre a fic: classificação etária, categorias, personagens, gêneros e avisos. Depois do título e da sinopse, os gêneros devem ser a opção mais difícil para um ficwriter preencher.
Por esse motivo, hoje eu irei mostrar alguns gêneros do mundo das fanfictions e darei dicas de como escolher aqueles que abrangem a maior parte do conteúdo de suas histórias.
Mas antes de começarmos com os macetes e as malandragens, vamos ao conceito de “gênero” (género, em pt-pt):
         “Gênero, s. m. [...] classes de assuntos literários ou artísticos de mesma natureza” (BUENO, 2007). Ou seja, um gênero textual é determinado por um conjunto de características comuns a todos os textos que se enquadrem naquele gênero (PAVAN, 2014).
         Sendo assim, uma fanfic e um livro de comédia, por exemplo, serão cômicos e terão como objetivo nos fazer rir mesmo que um seja publicado por uma editora de renome e a outra seja postada num blog pessoal; apesar de diferentes, têm características em comum.



— Entendi, tia Ann! Então, se minha história de 50 capítulos tiver uma piada muito engraçada na metade do capítulo 25, eu devo marcá-la como comédia? ^^

Não, claro que não.

E, assim, chegamos ao problema de muitas fanfics: excesso de gêneros. O que quero dizer com isso? Bem, meus amores, algumas pessoas acreditam que devem marcar como gênero qualquer detalhe que apareça na história. O ratinho do personagem principal morreu, marca Deathfic. O namorado da personagem ficou todo dramático quando ela saiu com o melhor amigo, marca Drama. E por aí vai...
Contudo, não se deve agir dessa maneira, porque o leitor não ficaria nada feliz ao ler toda a sua fanfic e constatar que não há (quase) nada nela que se encaixe dentro do gênero que você marcou. Imagine comigo: você está super a fim de ler uma boa história de aventura e encontra uma que parece promissora (capa chamativa, sinopse cativante), lê dez capítulos e nota que a maior aventura que os personagens viveram foi saírem escondidos numa noite, no primeiro capítulo, para irem a uma festa. Frustrante, não?!



— Mas, tia Ann, como eu sei quais gêneros marcar na minha fanfiction?
Oh! Não é tão difícil quanto parece. Vou dar 5 dicas de como escolher os gêneros (também vale para os avisos) da sua fic.
I) Se você precisasse resumir sua história em 5 palavras distintas e independentes, quais seriam estas palavras? (ex: guerra; vícios; morte; recomeço; esperança.) Use-as como base para decidir quais os principais gêneros que você deve marcar (no exemplo, um dos gêneros poderia ser ação, dependendo da forma como a fic fosse trabalhada).
II) De uma maneira geral, qual o principal tema trabalhado na história? Você está narrando a vida de uma guerreira mercenária num planeta Terra apocalíptico? Ou está contando como dois personagens do mesmo sexo do seu livro preferido se apaixonaram? No primeiro caso, você poderia marcar ação e aventura sem medo de errar; no segundo (dependendo do sexo dos personagens), yaoi ou yuri.
III) Há algum personagem secundário, vilão ou antagonista, que seja importante para a trama? Caso sim, procure acrescentar a principal participação dele na história como um dos gêneros (por exemplo, o melhor amigo do personagem principal vive contando piadas e contos engraçados: marque comédia, porque provavelmente seus leitores irão rir com as aparições deste personagem).
IV) Não marque vários gêneros diferentes só para ganhar mais visualizações! Afinal, de que adianta ter mil visualizações se oitocentas delas são por engano e cem comentários se cinquenta são para reclamar que sua fic não correspondeu às expectativas do leitor?



— Anotei tudinho, tia! E percebi que existem tantos gêneros... Deu até um desânimo.

De fato, há muitos gêneros para classificar as nossas fanfics. No Nyah!, temos que escolher entre 32 diferentes (pouco, se compararmos com o Social Spirit, que disponibiliza uma lista com 58 gêneros elegíveis). Mas vou facilitar um pouco a vida de vocês, principalmente a de quem posta no Nyah! Fanfiction. Listarei todos os 32 gêneros e explicarei cada um.
Ação: as histórias classificadas como ação têm cenas de batalhas e muito movimento; podem ser sobre super-heróis ou algum enredo policial, por exemplo.
Amizade: a fic foca principalmente nos laços que unem pessoas que não são da mesma família e não têm envolvimento romântico e/ou sexual.
Angst: traduzido do alemão, significa “angústia”. Focada no estado de aflição e agonia do personagem principal. Fics que retratam a fundo o suicídio podem ser classificadas como angst.
Aventura: quando os personagens da história se envolvem em grandes e arriscadas experiências, como viagens pelo mundo, combate ao mal junto com os amigos, etc.
Comédia: o leitor ri sem querer; fanfics de comédia são cômicas e engraçadas do início ao fim (e não apenas em um capítulo) com o intuito de divertir e animar.
Crossover:Como estão vocês, queridxs vampirxs jedi de Hogwarts?” — se minha saudação no início desta postagem resumisse uma fanfic, ela seria marcada como crossover (Crepúsculo + Star Wars + Harry Potter). Ou seja, crossover, que traduzido do inglês significa “cruzado”, é a junção de vários personagens, ambientes e tramas numa mesma história; é uma mistura de enredos de dois ou mais fandoms.
Darkfic: tem uma temática mais depressiva, explora o desânimo e a tristeza; as ações são sombrias e penosas.
Death Fic: histórias cujo(s) personagem(ns) principal(is) morre(m); um bom exemplo disso, se a série fosse uma fanfic, seria Game Of Thrones.
Drama: quando o autor explora as emoções dos seus personagens, tornando o que cada um sente e pensa mais importante do que o que acontece, de fato, na narrativa.
Ecchi: uma história marcada como ecchi possui cenas sensuais e sexuais implícitas, nudez e pornografia leve. A classificação mínima para ecchis, no Nyah!, é de 16 anos.
Fantasia: enredos fantásticos, com seres sobrenaturais e mitológicos, (vampiros, bruxos, fadas, lobisomens) tudo isso caracteriza uma fanfic de fantasia. Comumente, todas as regras, ambientes e personagens são originados na imaginação do autor — levando em consideração, ou não, o que ele já conhece sobre esse tipo de narrativa (não confundir com Ficção Científica).
Ficção Científica: histórias que contam a vida em um mundo com tecnologia mais avançada que a nossa, geralmente são narrações futurísticas de um planeta Terra moderno ou mesmo de um outro planeta com formas diferentes de ciência (não confundir com Fantasia).
Furry: quando um ou mais personagens possuem características animalescas, como orelhas, rabos e focinhos. Às vezes, tais características se estendem à personalidade – uma menina manhosa como uma gata ou astuta como uma raposa.
Hentai: fanfics que contém cenas de sexo heterossexual explícito, podendo ser focado unicamente na relação sexual ou conter uma trama que envolve a relação. A classificação para hentais, no Nyah!, é de 18 anos.
Horror: histórias classificadas como horror causam aversão, repulsa. As cenas narradas não são aterrorizantes, apenas incomodam imensamente o leitor; se fosse possível fechar os olhos e não ler determinadas cenas, ele faria isso.
Humor Negro: assim como as fics de comédia, as de Humor Negro objetivam divertir o leitor, contudo, as situações e os temas utilizados para gerar a comicidade são considerados inapropriados para isso, como doenças, morte e/ou assuntos de mau gosto.
Lemon: histórias que contenham cenas de sexo homossexual explícito entre homens (sem a necessidade de que existam sentimentos românticos entre eles). Assim como os hentais, lemons devem ser classificados, no Nyah!, como não recomendados para menores de 18 anos.
Lime: as cenas de sexo, em histórias classificadas como Lime, ficam subentendidas, é uma narração implícita das relações sexuais (tanto entre casais heterossexuais quanto entre casais homossexuais). Assim como os ecchis, limes devem ter classificação mínima, no Nyah!, de 16 anos.
Mistério: quando a narração esconde um segredo, e, aos poucos, o enigma vai sendo revelado/resolvido.
Orange: muito semelhante ao lemon, classifica-se como orange histórias que contenham cenas de sexo homossexual explícito entre mulheres (não necessariamente tendo romantismo entre elas). Assim como os hentais e lemons, oranges devem ser classificados, no Nyah!, como +18.
Paródia: fanfics que imitam ou narram alguma história de forma irônica e grotesca.
Poesia: histórias devem ser marcadas com este gênero apenas se forem poesias/poemas de sua autoria (escritos em prosa ou em verso). Lembrando que o mínimo que o Nyah! permite é de 100 caracteres.
Shoujo-ai: histórias que possuem cenas de romance entre mulheres de forma leve, em momento nenhum deixando implícita a pretensão de relações sexuais.
Shounen-ai: narrações com cenas leves de relação amorosa entre homens, sem cobiçar o sexo.
Songfic: histórias inspiradas na letra de alguma música ou cujo autor tenha escolhido alguma música como trilha sonora.
Suspense: fanfics que tenham alguma situação que cause apreensão e/ou expectativa no leitor. Normalmente, narrações assim deixam o leitor ansioso pelos próximos acontecimentos da trama e curioso quanto ao que vai acontecer a seguir.
Terror: diferentemente do horror, que cria um sentimento de aversão, o terror causa medo. Comumente, criaturas horrendas, como lobisomens, vampiros, zumbis, estão presentes em histórias de terror para causar pânico aos que leem.
Tragédia: um personagem passa por alguma situação de desavença com outro personagem ou com o meio em que ele está inserido, quase sempre, resultando em morte. Fanfics classificadas como tragédias são, comumente, também classificadas como dramáticas.
Universo Alternativo: quando um autor insere os personagens de uma série (saga, livro, filme, etc) num universo diferente daquele criado pelo autor da série. As fanfics U.A. narram como seria a história original se ambientada em outro lugar.
Yaoi: histórias com cenas românticas entre homens, insinuando uma possível relação sexual futura entre eles.
Yuri: fics que narram relações românticas entre duas mulheres, podendo ou não haver cenas de sexo (lembrando que, se houver cenas de relações sexuais, a fanfic deve ser marcada como +18).

Como vocês devem ter reparado ou não, na listinha acima faltou o gênero “Romance”. Fiquem calmos, não joguem tomates em mim, deixem-me falar.
No site do Nyah!, num dos tópicos de ajuda, há o seguinte trecho:
Romance – Diferentemente da televisão e do cinema, a história que possui como gênero o romance não se trata de um relacionamento amoroso entre dois personagens. Na literatura, romance é designado a uma história com diversos núcleos diferentes, cada um envolvendo um diferente mistério e personagens únicos. Um bom exemplo para este gênero é a coleção de livros Harry Potter”.
Eu poderia ter dado esta explicação para vocês e ponto final. Mas e se alguém tiver uma fanfic que narre unicamente um relacionamento amoroso entre dois personagens heterossexuais? (se fossem homossexuais yaoi/shounen-ai ou yuri/shoujo-ai poderiam contornar este problema).
Depois de um pedido de ajuda à Liga, posso afirmar a vocês que: a definição de romance, na literatura, realmente é esta que foi apresentada pelo Nyah!; contudo, estamos habituados a associar romance a relações amorosas. E por este motivo, não há problemas se você marcar sua fanfic como “Romance”, ninguém vai lhe julgar, pois os leitores entenderão que se trata de uma história de amor¹.

 

Recapitulando o que foi falado neste post: 1) Não marque todos os gêneros disponíveis a não ser que sua fanfic aborde todos eles; 2) Pare, pense e reflita sobre o que se trata sua história, assim ficará mais fácil decidir quais os gêneros a que ela pertence; 3) Se não sabe o significado de algum gênero pesquise na internet ou (se não encontrar em lugar nenhum) pergunte nos grupos de fanfics (alguém saberá lhe dizer).
E é isso! Espero ter sido útil, queridxs leitorxs. Qualquer dúvida, o espaço para comentários está aberto; perguntem, sugiram temas para futuras postagens do blog, pintem e bordem. Até a próxima!



[1]: Agradecimento especial à Dana Medeiros  e à Ana Coelho  que me ajudaram tirando dúvidas a respeito do gênero Romance.

Referências Bibliográficas

- BRUNA CORRÊA. Dia #23: Como classificar os gêneros da sua fanfic. Disponível em: http://www.diariodeumaescritora.com/#!Dia-23-Como-classificar-os-gêneros-da-sua-fanfic/c1a1n/5523037a0cf21933cd3f40f6. Acesso em: 29 de ago. 2015.

- BUENO, F. S. Minidicionário da Língua Portuguesa. 2. Ed. São Paulo: FTD, 2007.

- GABRIELA PETUSK. Dicionário de termos e siglas do mundo das fanfics. Disponível em: http://ligadosbetas.blogspot.com.br/2013/08/dicionario-de-termos-e-siglas-do-mundo.html. Acesso em: 29 de ago. 2015.

- G. R. MACHADO. O Horror, o Terror e o Suspense. Disponível em: http://cinemaarregacado.blogspot.com.br/2012/03/o-horror-o-terror-e-o-suspense.html.  Acesso em: 28 de ago. 2015.

- LITA. A Diferença entre Fantasia e Ficção Científica. Disponível em: http://maniasdeescritores.com/2015/08/a-diferenca-entre-fantasia-e-ficcao-cientifica/. Acesso em: 26 de ago. 2015.

- MAYRA GABRIELLA DE REZENDE PAVAN. Gêneros textuais. Disponível em: http://www.mundoeducacao.com/redacao/genero-textual.htm. Acesso em: 29 de ago. 2015.

- NYAH! FANFICTION. Ajuda: Como classificar corretamente o gênero da minha história? Disponível em: https://fanfiction.com.br/ajuda/5248/. Acesso em: 29 de ago. 2015.

- WESLEY CODÁ. Diferença entre Horror, Terror e Suspense. Disponível em: http://cinemacomvoce.blogspot.com.br/2011/10/diferenca-entre-horror-terror-e.html. Acesso em: 28 de ago. 2015.

Artigos relacionados

3 comentários

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.