Clube de Leitura

Saudações! O Clube de Leitura tem sido um dos mais antigos projectos no blog da Liga. Tendo tido um começo auspicioso, fomos recebe...



Saudações!
O Clube de Leitura tem sido um dos mais antigos projectos no blog da Liga. Tendo tido um começo auspicioso, fomos recebendo cada vez menos resenhas à medida que as rodadas avançaram, até resolvermos suspender o Clube por tempo indeterminado, por falta de participantes. Durante esse período em que o projecto esteve suspenso, foram várias as mensagens que recebemos na Liga perguntando sobre a sua volta. Assim, consideramos que as férias seriam uma boa altura para relançar o Clube. Infelizmente, o interesse que foi demonstrado durante a sua suspensão não se reflectiu aquando a sua reabertura efectiva, tendo havido apenas um participante.
Apesar de o considerarmos um dos melhores projectos actuais no blog, não o podemos manter quando não há interesse dos autores e leitores do Nyah. Em consequência, o Clube de Leitura será definitivamente encerrado: esta foi a última rodada.
Agradecemos a todos os que ao longo das várias rodadas participaram, e esperamos que se tenham divertido, e descoberto novas histórias e autores que apreciem.
Coordenação de Comunicação


Segue-se a resenha à fanfic “Adeus, Leslie”, do autor Theodor Von Teasir.

Last Rose of Summer

A história é baseada no livro “Ponte para Terabítia”, que eu ainda não li, mas que já assisti ao filme. Eu gosto bastante da história, acho que tem muito espaço para interpretação e tem uma maneira muito interessante de expor a infância — o que faz com que escrever nesse universo seja uma coisa difícil, porque esse é um tom difícil de manter. Ainda assim, a história “Adeus Leslie” não deixou a peteca cair, e manteve esse mesmo tom, de maneira que você realmente percebe que a história se passa no mesmo universo por causa do texto, e não porque a história informa isso. Acho essa uma característica super importante para uma fanfic.
A narração não é infalível, eu encontrei alguns erros de português e algumas frases que eu creio que poderiam ter soado melhor (olhar de beta, desculpe), mas isso não diminui, em nada, a qualidade da história.
Se você assistiu ao filme ou leu ao livro, eu sugiro que leia, porque ela dá um final para a história que vai além da morte da menina — demonstra a maneira como o Jess lidou com a perda e a superação da morte de sua melhor amiga.

Artigos relacionados

0 comentários

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.