Níveis de Linguagem

Por KILL JOYS (Liga dos Betas) Perfil: http://fanfiction.com.br/u/89732/ Níveis de Linguagem Ei, ei, tudo ótimo? Eu sou a...


Por KILL JOYS (Liga dos Betas)
Perfil: http://fanfiction.com.br/u/89732/



Níveis de Linguagem

Ei, ei, tudo ótimo? Eu sou a KILL JOYS lá no Nyah!, e entrei outro dia aqui na Liga dos Betas. E, mesmo que tenha entrado recentemente, eu já vim aqui para conversar com vocês sobre um assunto que necessita de muita discussão: níveis de linguagem.

Bom, este é aquele assunto que eu tenho certeza de que seu professor de português já falou na sala de aula umas duas vezes, em todos os anos do Ensino Médio. Se ainda não falou, pode ter certeza de que ele vai. Professores de português amam este assunto, porque, além de trazer uma bela de uma discussão à tona, envolve interpretação de texto e é um novo tema, muito cobrado em provas. 

E por que eu estou falando de um tema como esse fora da escola? Isso, meu caro leitor, é porque a linguagem e todas as suas técnicas e ferramentas são importantíssimas para uma boa escrita, até em uma fanfiction.

Comecemos, então, pelo início: linguagem é tudo aquilo que permite comunicação entre duas ou mais pessoas. Independentemente de como, se conseguiu transmitir uma mensagem, o meio utilizado é a linguagem. Pinturas, gestos, danças, fotografia, música, cinema, fala, teatro e mais infinitos exemplos existem para ilustrar essa definição. Entretanto, nós trabalharemos com o modo de expressão mais usado no Nyah! Fanfiction, a escrita. 

Como estamos trabalhando com comunicação, a primeira coisa a se fazer é adequar a sua linguagem ao seu “público-alvo”. Nós não conversamos com nossos avôs da mesma forma que conversamos com nossos amigos, certo? Precisa-se encontrar o nível certo da linguagem, para evitar dúvidas e problemas de interpretação.

E, então, vêm todas as perguntas: 

“Como faço para descobrir em qual nível devo escrever?” 

“Como sei que estou escrevendo no nível certo de linguagem?” 

“Será que eu comecei escrevendo de um jeito e estou terminando de outro?” 

“E a fala dos personagens, como faço?” 

“Está adequado?” 

“Não sei escrever nesse nível e minha história exige isso, e agora?” 

Entre outras. 

Todas as perguntas são respondidas com um pouco de análise da história. Os fatores que alteram a língua que será utilizada são diversos. Alguns, todos nós sabemos de cor, como a faixa etária, cultura, o ambiente profissional em que se está inserido, regiões geográficas e por aí vai. Existem muitos fatores, mesmo, mas você só precisa lidar com aqueles que sua história exige.

Vamos aos exemplos. Se você está narrando na primeira pessoa do singular, e seu personagem-narrador é um adolescente, você tem a liberdade de usar a linguagem informal. Pode ser, também, que seu personagem adulto goste de falar como se estivesse no século XVIII, então, no caso, a linguagem deverá ser a culta. Se for um romance entre duas pessoas perdidamente apaixonadas, a linguagem literária é completamente aceita. E isso vai variando, de história para história.

Por isso, agora, vou te apresentar os quatro níveis de linguagem mais utilizados, e quando você deve usá-los. 

O primeiro, a linguagem culta. Não é difícil perceber que essa é a que segue a norma culta do português. É a forma de expressão que segue exatamente o que a gramática pede, obedece a todas as regras necessárias e faz uso de um vocabulário mais completo. Em outras palavras, é aquilo que sua professora de português quer que você use em suas redações de escola. A forma culta deve ser utilizada, nas fanfics, preferencialmente nas narrações em terceira pessoa. Deve ser utilizada também em situações nas quais o personagem está em ambiente de trabalho. 

Depois, temos a linguagem informal. Diferente da culta, ela segue aquilo que é mais usado na fala e no cotidiano. Possui gírias, palavras incompletas, como “tô” no lugar de “estou”, e não precisa seguir exatamente aquilo que se pede na gramática, podendo até mesmo usar o “me desculpe” em começo de frase no lugar de “desculpe-me”. Usar a linguagem informal não significa que se pode cometer erros drásticos de ortografia, pontuação, concordância, entre outros. É um caso de exceções, mas sem exageros, para não tornar a leitura difícil. É encontrada principalmente em diálogos e narrações em primeira pessoa (tanto do singular quanto do plural).

Logo em seguida, temos a menos comum, a linguagem científica. Normalmente, ela é usada em artigos científicos ou livros didáticos de alta escolaridade. Não se encontra muito dela em fanfictions, mas é importante ressaltar sua importância. A linguagem científica é aquela que usa termos específicos de um assunto. Se estivermos falando de computadores, por exemplo, os termos usados presentes apenas nesse assunto (como software e hardware) fazem parte da linguagem científica. É utilizada principalmente para dar explicações de determinado tema dentro da história.

Por último, e a minha preferida, a linguagem literária. Essa é um pouco diferente das outras três, pois é a única que tem total liberdade de misturar os outros tipos de linguagem no mesmo texto. O que importa na linguagem literária não é o que se está escrevendo especificamente, e, sim, o que se quer passar. Como tem finalidade expressiva, pode fazer uso da linguagem culta, informal e científica para conseguir passar certo sentimento para o leitor, além de fazer muito uso das figuras de linguagem. Como já disse, é empregada para representar sentimentos e emoções dos personagens.

Escolher qual é a linguagem que sua história vai precisar não é difícil se você se basear nesses conceitos básicos que te contei. Pense com calma qual será a forma da escrita que mais combina com sua história antes de começar a escrevê-la; juro que ajuda bastante a aumentar a compreensão e interpretação do leitor. Além disso, vai evitar que você comece com certo tipo de linguagem e mude para outra sem perceber.

No fim, acho que é só isso que tenho para falar mesmo. Espero ter ajudado com esse pequeno probleminha, sim? E, qualquer dúvida que surgir, é só perguntar. Estou à disposição.

*****
Material Consultado
http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/niveis-de-linguagem
http://www.mundoeducacao.com/redacao/niveis-linguagem.html
https://sites.google.com/site/portugueschaveead/17
http://revistalingua.uol.com.br/textos/blog-abizzocchi/norma-culta-ou-norma-padrao-299853-1.asp
http://pt.wikipedia.org/wiki/Norma_culta


Artigos relacionados

3 comentários

  1. Sim, nós professores de português amamos isso, e por um motivo claro, não? haha

    ResponderExcluir
  2. Esse artigo realmente me ajudou, eu adoro escrever, na verdade eu amo. Escrever pra mim é tudo, porém eu quero aprender mais sobre a linguajem ou até mesmo sobre personagens e esse site me ajudou muito a melhorar a minha escrita. Obrigada a todos.

    ResponderExcluir

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.