RESENHAS - DESAFIO DE FÉRIAS DO NYAH! (2/6)

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014


3º lugar - Investigação Natalina, por LilakeLikie


Resenha por Esparta


De início, me desmotivei um tanto com essa fanfic. Ao ler o título, pensei: essa história, com certeza, será igual as outras. O nome dado a ela não me cativou, não deu aquela impressão de que a história “prometia”; não me empolguei. Do título, fui para a sinopse, e a impressão começou a mudar para melhor, mas só um pouco. O pezinho continuava lá atrás.

Sem muita fé, para ser sincera, iniciei a leitura.

Minha ideia de que a fic seria mais um clichê a ser lido morreu logo no começo. Fui surpreendida por um casal aposentado, mas não aqueles velhinhos da terceira idade, que há muito não deveriam estar trabalhando como detetives, que imaginei; e, sim, esposos relativamente jovens, com um passado penoso por um motivo que me assombrou e um talento nato para desvendar “mistérios”, o que todo detetive que se preze deve ter.

Miranda e Dan são personagens únicos, que logo de cara foram tirados de sua zona de conforto. Ir em busca do Papai Noel trouxe dolorosas lembranças à Miranda, como a de ser taxada de louca, ser internada por anos em um sanatório e só ter Dan como companheiro fiel durante essa dura jornada. Isso a deixou resistente em aceitar o pedido do marido para irem em busca do desaparecido. Mas nossa autora a fez mudar de ideia por uma causa muito nobre: mesmo não crendo na existência do velhinho, ela se dispôs a salvar a crença das crianças nele.

A cumplicidade do casal tornou a investigação muito mais interessante, cada um com habilidades exclusivas buscavam pistas e informações que poderiam ajudá-los a achar o bom velhinho. Logicamente, com inúmeros detetives no Polo Norte, alguém iria aparecer para impedi-los de fazerem seu trabalho. Discretamente, esse vilão foi trabalhando contra o casal, de forma astuta e invisível na história, maravilhoso. Mas os bons detetives não se deixaram abater, mesmo sendo apunhalados na cabeça, sequestrados e passando uns dias comendo apenas barrinhas de cereais, eles conseguiram salvar a si próprios e ao querido Noel.

A autora soube desenrolar a história formidavelmente. Suspense, tensão, alegrias e tristezas bem descritos é o que vão encontrar nessa fanfic. A impressão ruim foi embora tão rápido quanto veio. A história foi fantástica, entrou para minhas favoritas e a autora também! Recomendo a leitura e espero que esse casal tão lindo cative aqueles que lerem da mesma forma que me cativou.    


4º lugar - De Nicolau, para o mundo, por Luz


Resenha por Herácles


O tema principal deste conto pode ser a fantasia, porém, o destaque é a realidade por trás de tudo. Ao mesmo tempo que a figura do Papai Noel é central, juntamente com a referência a criaturas como renas e duendes, situações sérias são mostradas, tudo num contexto bastante equilibrado. A história fala das justificativas que Nicolau deu a todos devido ao seu desaparecimento, comentando sobre seus pesares e eventuais impotências em meio a alguns pedidos. Tudo isso foi relatado numa carta, fato que achei bastante interessante e original.

A maioria das histórias que falam sobre o Natal, em algum momento, mostra as transformações no ser humano, seu apego ao dinheiro e outras coisas materiais, em vez de se preocupar com sentimentos e laços familiares. “De Nicolau, para o mundo” é diferente. Quando li o trecho “Percebi atentamente a transformação no ideal das pessoas e em suas maneiras de agir e pensar”, já imaginei que a história poderia se tratar disso, o que não aconteceu. A autora segue outro caminho. Em meio à rotina do Papai Noel, ele recebe uma carta um tanto diferente. Ao contrário de um brinquedo, a criança pedia o fim da guerra em seu país, Afeganistão. Isso provocou uma mudança em Nicolau, e a partir daí, outras cartas parecidas foram enviadas, com pedidos impossíveis para ele.

A história em si é muito bem feita. Muito bem escrita, com um vocabulário equilibrado, nunca redundante. Fiquei bastante cativado. O texto é completamente narrativo e, sem diálogo algum, soube cativar os leitores. A mensagem final é ótima, aquela velha história sobre os problemas mundiais e como a união pode mudar tudo. Uma boa reflexão. A parte de Nicolau desejar outro rumo para o mundo foi algo bastante interessante, principalmente quando ele diz: “O Natal, meus amigos, é um dia com vinte e quatro horas como qualquer outro.” 

Em suma, é um texto cativante, profundo e altamente recomendável.  


4 comentários:

  1. O caso da terceira posição é aquele clássico de Não julgue o livro pela capa, ou no caso título. hehe.
    E como a quarta colocada, houve outras histórias que passaram (ou quase chegaram lá) uma mensagem do significado do natal atualmente.
    Eu adoro o Natal, mas não sou mais religiosa, tenho o Natal como um símbolo. Seria bom se todos os dias do ano as pessoas tratassem os outros como faz no Natal.
    Ótimas resenhas galera.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entusiasmei-me com as histórias. Também não sou muito religiosa, mas adoro o Natal.

      Beijos

      Excluir
  2. Gostei bastante das resenhas, bem positivas, e nos fazem querer realmente ir ler. Eu ainda não li nenhuma das duas fanfics, mas pelo que vi são realmente ótimas. Com certeza vou ler cada uma delas mais de uma vez, e a primeira vai ser "De Nicolau, para o mundo". A resenha dela realmente me cativou, imagina então o que acontecerá quando eu ler a história? Sou um menino de coração fraco gente xD

    ResponderExcluir

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.



As imagens que servem de ilustração para o posts do blog foram encontradas mediante pesquisa no google.com e não visamos nenhum fim comercial com suas respectivas veiculações. Ainda assim, se estamos usando indevidamente uma imagem sua, envie-nos um e-mail que a retiraremos no mesmo instante. Feito com ♥ Lariz Santana