Quer Publicar seu Livro? Pergunte-me Como [5] - Autopublicação 1/2

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Por: MicheleBran
Perfil: https://fanfiction.com.br/u/5389



Cá estamos nós para a quinta parte dessa belíssima saga rumo à publicação.
Já falamos dos bônus e ônus de publicar de forma tradicional por editoras, sejam elas grandes ou não. Compreendemos as vantagens e desvantagens de procurar cada uma delas e agora veremos as agruras e benesses de trilhar sozinho o caminho das pedras da autopublicação.
Pega o bloquinho aí porque ainda tem dica pra caramba. Vem!


Contratando uma Gráfica

Aqui, você paga por tudo. Desde os profissionais que vão fazer a preparação do seu texto (revisor, capista, diagramador, etc.) até a impressão do livro, passando pelo material de marketing e promoção da obra (como marcadores de página, chaveiros, banners para usar no lançamento...). Por isso dissemos em um dos posts anteriores que muitas “editoras” na verdade são gráficas.
Volto a bater na tecla da importância de se colocar tudo na ponta do lápis e ver o preço final da tiragem por exemplar, incluindo seus direitos autorais, antes de topar. Assim se o preço for muito alto, você pode tentar outro método ou procurar outro local para realizar o serviço.
Lembre-se que preço é um dos fatores que ainda afasta algumas pessoas da leitura. Especialmente quando se é autor iniciante tem que se levar esse fator em conta.


Publicando por Conta Própria

Além de tudo o que vimos até aqui, há serviços online em que você pode publicar de forma totalmente independente, como o Clube de Autores, o Kobo Writing Life e a Amazon.
Se você é mais controlador, como eu (se eu publicar, será assim), gosta de cuidar de tudo e procurar por si mesmo os profissionais que cuidarão do seu bebê (capista, revisor, diagramador, etc.) é uma excelente pedida.
Nos sites listados acima, a publicação em si é gratuita no sentido de que você não vai tirar nada do seu bolso por hora, apenas para pagar esses serviços que solicitar. O site tira uma porcentagem DEPOIS que você concretiza a venda e, ao atingir X valor (pode variar de acordo com o site e a obra), seus direitos autorais são depositados em sua conta corrente.
Parece uma maravilha, não? E até é, mas a questão do marketing é que pode ser um problema, assim como quem publica por uma gráfica. Você que terá que correr atrás e divulgar seu trabalho por si. Se você é alguém mais “descolado”, que não tem dificuldade de se expressar e interage bem com as pessoas, talvez não seja uma parte tão difícil, mas se tem maiores dificuldades em interagir, isso pode se tornar um problema (pensando bem, não rola pra mim hahahaha).
A única desvantagem real é que haverá sempre alguém para torcer o nariz e desmerecer seu trabalho como independente por achar que você não está numa editora (mesmo que pequena) por incapacidade (por não saber como escrever bem ou por ter uma obra meia-boca incapaz de atrair a atenção do grande público).
Infelizmente, ainda há muito preconceito com autores autopublicados, mesmo fora do país. Agora imagine aqui? Se quem consegue contrato com uma editora grande já corre o risco de não deslanchar, calcule alguém que precisa correr atrás de tudo sozinho?
O post não tem como objetivo desmotivar você, apenas expor a dura realidade. Melhor descobrir por mim do que na prática, certo? De qualquer forma, se você consegue lidar bem com isso, é uma boa saída (e eu te desejo de coração boa sorte na jornada). Se não, bem... Sempre há outras chances, ok? Só voltar para os posts anteriores e tentar escolher outra alternativa.
Agora vamos aprender a como publicar por cada um dos sites mencionados anteriormente.

Publicando pelo Clube de Autores

Antes de mais nada, você precisa (óbvio) de uma conta no site. Em questão de minutos, vai estar pronto.
Depois disso, é bem simples: no campo “Publique seu Livro” você sobe seu livro para a plataforma e, baseado na quantidade de páginas, o site informa por quanto custará cada exemplar. Você insere o quanto quer ganhar e voi là. Seu livro estará disponível na loja gratuitamente.
Vale a pena relembrar que: capa, diagramação, revisão, etc. sairão todos por sua conta e você é quem contrata os profissionais. O site apenas coloca seu livro na loja e o imprime quando a compra for feita (embora tenha a opção de vender em apenas e-book, ou nos dois formatos).
Porém há listas de profissionais que você pode contratar para fazer isso para você.
Uma das muitas vantagens desse tipo de publicação é que você não precisa pagar nada para eles antes, não há tiragem mínima. Conforme as pessoas forem comprando, eles imprimem e enviam o livro; então retiram a parte que lhes cabe pelo serviço e, ao atingir determinada quantidade, você também recebe a sua.
A divulgação também é por sua conta, mas há algumas livrarias parceiras do site que podem distribuir sua obra. Consulte a lista aqui e veja os requisitos.
[Fonte, inclusive com respostas para outras perguntas frequentes]


No próximo post da saga, veremos como publicar na Amazon e no Kobo Writing Life. Ou só em um deles, vamos ver como vai ficar o tamanho do post (#aquelas).
Stay tunned ô/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.



As imagens que servem de ilustração para o posts do blog foram encontradas mediante pesquisa no google.com e não visamos nenhum fim comercial com suas respectivas veiculações. Ainda assim, se estamos usando indevidamente uma imagem sua, envie-nos um e-mail que a retiraremos no mesmo instante. Feito com ♥ Lariz Santana