Resenha: Namorados por Coincidência

Por: Reepol Perfil:  https://fanfiction.com.br/u/349236/ LIMA, Taty - Namorados por Coincidência , [s.l.], Editora Lâmpada, 2015. ...



LIMA, Taty - Namorados por Coincidência, [s.l.], Editora Lâmpada, 2015.
Sinopse: Cabelo até a nuca, despenteado e despojado. Blusa definindo os bíceps, calça jeans sempre nova. Pivô indispensável do time de basquete e um sorriso sedutor... Pelo menos era assim que ele se via e estava disposto a aumentar a sua lista de ficantes. Para isso, prepara uma festa em sua casa convidando todos os alunos do 3º ano de seu colégio com a intenção de ter uma chance com Larissa, a popular.
Resenha: Divertido e romântico, Namorados por Coincidência desperta a curiosidade logo nos primeiros capítulos. O tom leve com o qual é contado, junto às várias situações enfrentadas pelos personagens principais, torna a leitura agradável e rápida. Taty Lima tem uma escrita que flui e não te deixa despregar os olhos das páginas, querendo saber mais e mais da história.
O livro tem início com Leonardo, um garoto tipicamente popular que deseja se tornar ainda mais popular dando festas e “pegando” as garotas mais bonitas do colégio. Com os pais viajando, ele aproveita para fazer ambos de uma vez só, mas é surpreendido por Lilian Machado, a garota mais impopular e humilhada do colégio, em seu quarto. A garota, triste, havia se escondido de todos na festa no único cômodo que achou e, Leonardo, penalizado, deixou que ela ali ficasse.
A noite passa e, em dado momento, Lilian se vê bêbada no quarto, já passando mal. Leonardo a encontra e a ajuda a se deitar, tirando a roupa suja de vômito e dando uma de suas camisas. Esse é o exato momento que ambos são flagrados pelos amigos do rapaz. Apesar de ter medo de ser zoado, o que se desenrola é totalmente o oposto: todos os garotos começam a babar ao saber que Lilian Machado, vulgo Lili Machona, possuía um belo corpo.
Vendo, então, o início do que poderia ser uma “brincadeira perigosa” ao escutar seus amigos pedindo para tirar uma “casquinha”, Leonardo assume sua pose de protetor e afirma que ele e Lilian estão juntos. É o início para uma série de altos e baixos na vida de ambos ao tentar lidar com a família, amigos, ex-namorados, assédios e outros problemas da vida adolescente e adulta.
De início, pode-se pensar que o tema é clichê: namoro falso, o popular e a excluída, etc. No entanto, quando você chega ao meio da história, surpreende-se com os caminhos que ela segue. Mesmo o tom sendo muito jovial e leve, o livro tem uma qualidade que me deixou muito satisfeita: o seu teor filosófico que nos leva a definir o que é caráter. É um estilo de assunto pouco abordado nos livros de romance e que me fez sorrir com alegria ao ver sendo introduzido nessa nova literatura.
Para além, senti falta da exploração de alguns núcleos secundários e terciários, bem como de uma melhor apresentação dos personagens que estão profundamente envolvidos com Leonardo e Lilian. Há um tom um tanto quanto utópico em algumas situações que pode vir a incomodar alguns leitores, mas o objetivo da história acaba sobrepondo esses lapsos.
Recomendo esse livro por diversos motivos. Entre eles estão: a exaltação à nossa cultura literária contemporânea que vem surgindo com cada vez mais força; o teor filosófico que me surpreendeu e tornou a minha leitura mais feliz; a escrita suave e espirituosa que aproxima o leitor da história; e a abordagem de muitos temas cotidianos da vida de um jovem. É uma leitura que vale a pena.

Sara Aguiar (Reepol)

Artigos relacionados

0 comentários

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.