Resenha: Saga Fallen

Por: Coralie Perfil:  http://fanfiction.com.br/u/33636/ Hello, people! How are you?  Hoje vamos resenhar sobre uma saga! (yey!) ...


Por: Coralie

Hello, people! How are you? Hoje vamos resenhar sobre uma saga! (yey!)

Título original: Fallen
Título brasileiro: Fallen
Autor: Lauren Kate
Editora: Record
Tradutor: Alda Lima
Nota: Regular (3 estrelas)

Sinopse: Algo parece estranhamente familiar em relação a Daniel Grigori. Solitário e enigmático, ele chama a atenção de Luce logo no seu primeiro dia de aula no reformatório. A mudança de escola foi difícil para a jovem, mas encontrar Daniel parece aliviar o peso das sombras que atormentam seu passado: um incêndio misterioso — que provocou a morte de seu namorado — levou Luce até ali. Irremediavelmente atraída por Daniel, ela quer descobrir qual é o segredo que ele precisa tanto esconder — uma verdade que poderia matá-la. Algo que, em suas vidas passadas, Daniel não conseguiu evitar. Excitante, sombrio e romântico Fallen é, ao mesmo tempo, um thriller vigoroso e uma inesquecível história de amor.

Resenha: Fallen conta a história de Lucinda Price, uma jovem recém-transferida para o colégio Sword & Cross, depois de se envolver em um acidente em sua antiga escola — em que um rapaz morreu. Logo que chega, Luce conhece Penn, que acaba virando sua amiga, Shelby, Sophia e até Cam. O problema é que a ida de Luce àquele colégio era coisa do destino, e ela não imaginava tudo o que passaria e descobriria sobre as pessoas ao seu redor, sobre o mundo e sobre si mesma.
As pessoas consideram-na louca porque Luce vê sombras em todo lugar. O que ela vê são Anunciadores, parte do efeito colateral d’A Queda. Como se isso não fosse o bastante, Luce está cercada por Anjos, Demônios e Nephilim; pessoas a tentar matá-la e pessoas a tentar protegê-la. Mas tem alguém, no meio de toda essa loucura, que atraiu a atenção de Luce e, melhor ainda, mostrou-se o mais preocupado com ela dentre todos: Daniel Grigori.
São quatro livros e um spin-off repletos de romance e mistério. Que maldição era aquela que, toda vez que Lucinda beijava Daniel em uma de suas vidas, explodia? — literalmente. Ele se lembrava de tudo: cada uma das vidas dela, cada beijo e toque, cada reencontro. Mas ela não se lembrava de nada! Quando os dois se beijam pela primeira vez naquela vida dela e Luce não explode, uma chance de reverter a maldição aparece diante deles.
Fallen, Paixão, Tormenta e Êxtase — sem esquecer o spin-off, Apaixonados — é uma viagem em um mundo novo e interessante. O maior pró da história é como ela segue quase à risca a história da expulsão de Lúcifer do Céu — intitulado aqui como A Queda. Nos primeiros livros temos mais detalhes terrestres do que celestes, mas, a partir do terceiro livro, detalhes do que aconteceu ao longo dos sete milênios após A Queda começam a ser contados — terminando com a revelação do que antecede a expulsão, no livro Êxtase.
Como já citei, um ponto positivo do livro é a base de sua história, fundamentada pelas histórias sobre como o diabo surgiu. Outro ponto positivo são os detalhes: Lauren nos ambienta e expõe o cenário com precisão. Uma coisa de que eu gosto é quando o autor ressalta as características físicas do personagem sutilmente. “O azul do céu me lembrava de seus olhos”, “seus cabelos loiro queimado, tom de areia”, mesmo que seja um pouco clichê, eu, ao menos, conforme vou lendo, esqueço-me da aparência da personagem facilmente. Um detalhe aqui, um ali, é bem útil, e Lauren faz isso muito bem.
Quando comecei a ler a Saga, fiquei um pouco evasiva, porque o começo me parecia muito com outra história: Crepúsculo. A mocinha se mudando, encontrando o mocinho no colégio e se apaixonando à primeira vista quase, quase me fez desistir da leitura. Mas um livro precisa de muito para eu abandoná-lo. Conforme Daniel se revelou um anjo, a história começou a tomar seu próprio rumo e a ficar mais interessante. O problema, no entanto, tornou-se Luce: eita menina indecisa! Eu sei que é um comportamento típico de garotas de dezessete anos, e que nós, garotas, também somos/já fomos assim, mas acompanhar uma personagem assim é cansativo.
O lado negativo do detalhamento, já citado como ponto positivo, é que torna a leitura pesada. Em alguns momentos, Kate poderia ter deixado a ambientação mais ao encargo da imaginação de cada leitor, em vez de narrar cada detalhe de cada ambiente da história. Aliás, muita gente reclama disso: são quatro livros em que cem páginas criam a linha de fatos da história.
A propósito, o terceiro livro, Tormenta, é todo voltado a mostrar as vidas passadas de Luce. E embora seja nele que ela desenvolve sua amizade com Billy, personagem crucial, e também seja nele que ela descobre mais sobre si e sobre seu relacionamento com Daniel e a maldição que os rodeia, você se cansa da história fácil porque enrola demais. Sim, eu sei que faz parte da linha de fatos, mas não deixa de ser desanimador.
Depois de viajar desde o Egito até Veneza e o Tibete com Luce, é hora de conhecer os segredos por trás d’A Queda e da maldição. Confesso que suspeitava, em partes, da existência da Luce, mas o que eu descobri ao terminar o livro foi bem mais do que isso. Não, não foi algo do tipo: “Nossa! Uau!, melhor livro que li!” Foi mais como: “Gente, sério isso? Não passou pela minha cabeça essa possibilidade”.

Se o final é feliz? Sim. Se acaba “tudo bem, tudo bom”? Não. Para quebrar a maldição, sacrifícios são feitos. Fallen mostra como o amor pode ser maior que o destino, que uma maldição injusta, e que um prazer que é dádiva de poucos. Daniel e Lucinda abrem mão de tudo um pelo outro. Abrem mão, até, da imortalidade. Quer saber o segredo por trás da maldição? Leia os livros.

Artigos relacionados

8 comentários

  1. Vocês da Liga curtem um suspense policial? Se sim, creio que seria interessante ver uma resenha da Saga Robert Langdon aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Os gostos dentro da Liga mudam de pessoa para pessoa. No entanto, vou deixar a tua sugestão no nosso Banco de Ideias. Beijos

      Excluir
  2. "O problema, no entanto, tornou-se Luce: eita menina indecisa! Eu sei que é um comportamento típico de garotas de dezessete anos, e que nós, garotas, também somos/já fomos assim, mas acompanhar uma personagem assim é cansativo." - Eu entendo bem seu sentimento! Quase não termino de ler Tormenta (costumo dizer que "é um tormento ler Tormenta" =P trocadilho sem graça, né?).

    Ah, pensei que Tormenta fosse o Segundo livro e não o Terceiro O.o

    E, agora que li a resenha, me interessei novamente por continuar a saga *-* (que eu parei no segundo livro por não suportar a infantilidade da Luce)!! #PartiuLivrariasOnlines <3

    Foi uma boa resenha, parabéns!! ;)

    ResponderExcluir
  3. Sou leitora a pouco tempo de Fallen, apesar do tempo já estou no penúltimo livro da saga e realmente amo essa saga. Porém, às vezes a Kate realmente detalha demais e me dá um pouco de sono, mas nada me impede de ler.

    Ocorreu um pequeno erro na resenharesenha, Tormeta é o segundo livro da Saga e ele retrata sobre Luce em Shoreline na Califórnia se me lembro bem, o correto é mesmo o terceiro livro que se chamada "Paixão", no qual retrata a viajem para as vidas passadas de Luce. Tudo bem?

    Eu gostei muito da resenha e das coisas que o blog tem a nos oferecer. Meus parabéns e obrigada pelas as dicas que o blog teve a me oferecer para uma boa fanfic!!

    Beijos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário! :D Ficamos muito contentes que gostes do blog! Beijos

      Excluir
  4. Li e adorei a série mais na minha opinião ficou faltando um pouco mais sobre Daniel e luce depois que eles se encontram na vida mortal, ficou um gostinho de quero mais!!

    ResponderExcluir

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.