Resenha: Fique Comigo

Por: E S Pierce Perfil:  http://fanfiction.com.br/u/315279/ Olá, pessoas. Vocês sabem que dia é hoje? Exatamente! Dia de resenha ...


Por: E S Pierce

Olá, pessoas. Vocês sabem que dia é hoje? Exatamente! Dia de resenha no blog da Liga! o/
O autor escolhido é o maravilhoso, incrível, perfeito, amado e apertável Harlan Coben, com seu romance policial Fique Comigo.


Título original: Stay Close
Título brasileiro: Fique Comigo
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Tradução: Fabiano Morais
Pontuação:


A vida de Megan Pierce nem sempre foi um mar de rosas. Houve uma época em que ela nunca sabia como seria o dia seguinte. Mas hoje é mãe de dois filhos, tem um marido perfeito e a casa dos sonhos de qualquer mulher – e, apesar disso, se sente cada vez mais insatisfeita. Ray Levine já foi um fotógrafo respeitado, mas agora, aos 40 anos, tem um emprego em que finge ser paparazzo para massagear o ego de jovens endinheirados obcecados em se tornar celebridades.
Broome é um detetive incapaz de esquecer um caso que nunca conseguiu resolver: há 17 anos, um pai de família desapareceu sem deixar rastros. Todos os anos ele visita a casa em que a mulher e os filhos do homem esperam seu retorno.
Essas pessoas levam vidas que nunca desejaram. Agora, um misterioso acontecimento fará com que seus caminhos se cruzem, obrigando-as a lidar com terríveis consequências de fatos que pareciam enterrados havia muito tempo. E, à medida que se deparam com a faceta sombria do sonho americano - o tédio dos subúrbios, a angústia da tentação, o desespero e os anseios que podem se esconder nas mais belas fachadas -, elas chegarão à chocante conclusão de que talvez não queiram deixar o passado para trás.
Eu fui apresentada a Harlan Coben através de Fique Comigo e, ainda no primeiro capítulo, soube que o autor já tinha me conquistado para sempre. Ele consegue reunir no mesmo cenário pessoas de mundos diferentes, que têm um elo muito duvidoso: o desaparecimento de um pai de família.
Broome é o detetive responsável pela investigação do caso. Ray, o cara apaixonado pela misteriosa Cassie, a mocinha na mira das investigações. E Megan, bom, por ora basta saber que nem sempre ela foi a mãe de família que é nos dias atuais.
Um novo caso, envolvendo o desaparecimento de Carlton Flynn, restaura toda a onda de investigações, ainda que, a princípio, ninguém consiga encontrar um porquê para os misteriosos desaparecimentos, ou mesmo algo que ligue um ao outro.
O desaparecimento do filho de Del Flynn torna tudo ainda mais interessante. Ele contrata um casal de boa aparência, conhecidos como Barbie e Ken, para investigar o desaparecimento do filho, e eles se mostram bem mais sanguinários do que qualquer um poderia imaginar.
O enredo é repleto de suspense, pontas soltas e informações trocadas, mas tudo passa a fazer sentido quando o verdadeiro culpado pelos desaparecimentos se revela. Harlan explora o lado humano do criminoso ao apontar o que suas vítimas têm em comum, e a revelação é mesmo surpreendente, de tirar o fôlego, porque o culpado é justo a pessoa que menos esperamos, aquela que passa livre de qualquer suspeita.
Claro que, nesse meio tempo, temos nossos personagens se questionando sobre seus passados, suas escolhas e o que decidiram para seu futuro. É o meio da crise existencial de Megan, em que ela questiona a si mesma sobre as coisas que deixou para trás ao optar dividir sua vida com Dave Pierce e construir uma nova história. Uma bem diferente da que teria se não tivesse fugido de seu passado, há 17 anos. Ray Levine tem uma profissão decadente, muito distante da que um dia ele desejou para si. E Broome, bom, ele sente-se atado a um caso antigo que nunca conseguiu resolver.
A narrativa vicia, é intrigante e te faz devorar página por página, só para chegar ao desfecho do que, para mim, é um dos melhores livros de romance policial que já li.


E é isso aí, pessoal. Espero que tenham curtido e que corram para ler o livro, porque super vale a pena.
Nós nos vemos por aí. xD

Artigos relacionados

0 comentários

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.