Erros comuns em cenas de sexo – Parte 1/3: narração e falas

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

<< Esse post é proibido para menores de 18 anos, por conter linguagem imprópria de cunho sexual.>>


Por: Coward Montblanc (lLiga dos betas Team)


Olá, queridos leitores do blog! Quem está escrevendo o post de hoje é Diandra Santiago, e como dá pra ver pelo título, irei falar sobre coisas bem... Quentes. Ou melhor, nos erros que muita gente comete tentando escrever cenas quentes e que acabam deixando elas... Frias, se é que você me entende!

Não é difícil achar uma fic classificada como 18+ no Nyah!, geralmente por conteúdo sexual, mas é ainda mais complicado conseguir encontrar uma história dessas com cenas de sexo realmente boas. E já que eu adoro bons textos eróticos, já vi muita coisa nessa minha vida de leitora, e muitos erros que costumam se repetir como se fossem pragas.

E como são muitos erros, eu resolvi tratar deles não apenas em um, mas em três posts. Esse primeiro será focado apenas nos erros cometidos durante a narração e nas falas dos personagens, e os próximos serão focados nos erros de biologia e conceituais vistos nesse tipo de cena. Além disso, precisamos de conteúdo na zona 18+ do blog, vocês não acham?

Agora, sem mais delongas, os erros mais cometidos na narração e falas na hora do sexo em fanfics!


1) Usar palavrões em excesso na narrativa

O ato sexual por si só é uma coisa considerada suja pela sociedade, e palavrões para designar as partes do corpo de seus personagens e os que eles estão fazendo só vão causar essa impressão no leitor. Muita gente também odeia palavras chulas jogadas ao vento, até porque elas costumam indicar imaturidade, desrespeito e falta de compromisso de quem escreveu para com o texto, em geral.

Escrever algo bom com palavrões é complicado, então por via das dúvidas é melhor evitar. Tente descrever as posições como se fossem qualquer outra pose que os personagens estejam fazendo, chame os genitais de nomes como "membro", "sexo" e "intimidade", e evite expressões como "louco de tesão".

No entanto, palavrões podem sim ter seu lugar em cenas quentes! Narrativas em primeira pessoa podem ser incrementadas com alguns nomes "feios" para serem mais realísticas, e se os personagens estão conversando no calor do momento, eles até que podem deixar a educação um pouco de lado. Apenas não exagere, tudo bem?


2) Encher o texto de eufemismos desnecessários

"Doce néctar do prazer", "minha flor”, “sua lança comprida”? Isso é um concurso de poesia ou é uma cena de sexo? Qual a necessidade de usar metáforas bregas e no mínimo estranhas para se referir a certas coisas que você pode descrever normalmente sem causar estranhamento ou risadas por parte do leitor?

É claro, o sexo é considerado algo “sujo” e muitos escritores — em especial aqueles que nunca escreveram nada desse tipo — costumam ter vergonha na hora de descrever. Por isso as metáforas. Ou então, para deixar o texto menos “vulgar”. O problema é que, na grande maioria das vezes, isso acaba tirando todo o clima romântico, tenso ou luxurioso da cena e irá fazer com que tudo vire uma estranha comédia para quem está lendo.

No entanto, isso não significa que você não possa usar tais recursos. Comparar os toques dos dedos de alguém com choques elétricos, por exemplo, é interessante. 

Assim como os palavrões, as metáforas e comparações possuem seu lugar numa cena de sexo, mas não o tempo todo. Use com moderação e pense bem antes de usar. Pense bem: se você lesse isso escrito por outra pessoa, você riria ou acharia estranho? Se sim, é melhor deixar de lado, porque quem estará lendo provavelmente terá a mesma reação.


3) Descrever as intimidades dos personagens com detalhes demais

Todas as pessoas são diferentes, e nenhuma genitália é igual à de outra pessoa. Isso é algo que todo mundo sabe, mas que não precisa ser reforçado quando você está escrevendo uma cena de sexo. Esse é um erro que, por alguma razão, costuma aparecer mais nas fics escritas por mulheres — principalmente quando as mesmas são yaoi. É como se as autoras estivessem numa estranha competição para decidir quem consegue imaginar o pênis mais bonito para cada personagem, e para isso elas descrevem todos os detalhes possíveis.

Achou bizarro? De fato, é mesmo. Também pode ser considerado um tanto assustador, mas a questão não é essa, e sim que tais explicações são completamente desnecessárias para se compreender o texto. Acredite, seu leitor vai ser capaz de mentalizar o pênis ou a vagina de alguém sem precisar de um retrato falado do local. É claro que ele provavelmente não vai pensar nisso do mesmo jeito que você, mas vai fazer seu trabalho na cena, e é isso que importa.


4) Escrever linhas de “ohs” e “ahs”

Pessoas gemem, grunhem e fazem barulho durante o sexo. Elas também gritam, falam os nomes dos parceiros repetidamente, e podem até mesmo chorar ou rir. Mas você não precisa colocar tais falas o tempo inteiro. Quem está lendo sabe que está sendo prazeroso para os personagens, e que eles expressam isso com a voz, mas não precisa ser obrigado a ler linhas cheias de “oh”, “ah”, “hng”, “argh” e derivados. Isso não apenas torna a cena cansativa e entediante de ler, como também um pouco ridícula.

Você pode usar um pouco disso no meio de algumas falas para interrompê-las, mas também não faça isso em excesso. Coisas como “oh, Edwa— ah, ah, ah, Edward, eu — oh, hnnng, gah — eu te — oh, oh, sim — , amo!” são completamente desnecessárias. Assim como as descrições das genitálias, os detalhes vocais são algo que fica melhor quando deixados em aberto para o leitor imaginar o que quiser.




5) “Eu vou, eu vou… Aaaaaaah!”

Oh, o orgasmo! Uma das melhores sensações que uma pessoa pode ter, mesmo que dure apenas alguns segundos, e também um dos momentos em que os escritores mais erram na hora de escrever. É claro, depois de muitos beijos, carícias e suor, seus personagens merecem tal prazer, mas…

Eles precisam anunciar o tempo todo, e sempre do mesmo jeito? E seria apenas um grito a melhor forma de explicar para quem está lendo o que está acontecendo?

Como você deve ter imaginado, a resposta para essas duas perguntas é “não”. Deixe-me explicar os motivos.

Ninguém anuncia seus orgasmos toda vez que faz sexo. É claro, quem é familiarizado com o próprio corpo sabe dizer quando o grande momento se aproxima. Porém, em um momento intenso como esse, não é sempre que uma pessoa vai comentar isso, até porque ela provavelmente vai estar mais ocupada gemendo. Além disso, assim como com os “ohs” e “ahs”, ninguém quer ler um grande “AAAAAAAAAAAH” para representar o orgasmo. Mas como indicar isso sem gritos, então?

A resposta é simples, meu caro escritor: descrevendo. Você já deve ter lido em muitos locais que isso é algo “indescritível”, mas na verdade é sim. E como para cada pessoa é algo diferente, use isso ao seu favor. Enquanto alguém pode apenas se tremer todo e grunhir, outro personagem pode ser mais “selvagem”, arranhando o parceiro e se agarrando ao mesmo com força. Sem falar que é bem mais interessante deixar seu leitor imaginar seu casal se contorcendo de prazer na cama do que apenas gritando.


6) Exagerar no “eu te amo”

Tudo bem, eu entendo que, quando um casal resolve fazer sexo, é para demonstrar o quanto se amam e o que sentem um pelo outro. Porém, dá para perceber isso pelos beijos, abraços, carinhos, entre outros gestos no meio do ato. Fazer alguém deixar escapar um “eu te amo” algumas poucas vezes é até aceitável e fofo, mas não é necessário que nenhum dos dois envolvidos repita isso pelo menos a cada estocada ou entre cada gemido, até porque soa extremamente falso.

E essa dica vale para toda e qualquer declaração de amor em qualquer momento de sua história! Então, por favor, use com moderação.

Ufa, acabamos! Por enquanto. Afinal, essa é apenas a primeira parte. Ainda tem muitos erros que não foram mencionados aqui, mas que serão devidamente explicados e corrigidos nos próximos posts.

Até a próxima, pessoal!



Material consultado:

Acervo de fanfictions do Nyah! Fanfiction
Entrevista aos membros da Liga dos Betas

16 comentários:

  1. Adorei as dicas!!! Um dos melhores posts até agora, e concordo, precisa de uma zona 18+ aqui no blog :)

    ResponderExcluir
  2. Caríssima e estimada Diandra, seu post foi do caralho! rsrs perdoe o trocadilho, não resisti... Então, vamos ao comentário.

    As cenas de sexo ainda que poeticamente descritas, particularmente eu gosto muito de brincar com isso, tem sim de serem feitas com moderação, salvo quando a cena tenha de ser risível, concordo plenamente com você.

    Bem, tenho muita dificuldade em escrever coisas -18, porque tenho o péssimo hábito de remontar em inúmeras vezes cenas e situações vividas, ainda que seja tropeçando nas pernas da calça jeans, quebrando todo o clima com as risadas, ou mesmo ao experimentar uma 'bolinha' que simplesmente esquenta demais e estraga tudo, ou seja, acredito que as cenas tem de passar verdade e mais uma vez concordo com você, estão sendo descritas por pessoas que não entendem nadinha do riscado. Cada vez mais jovens e inexperientes.

    Ler que um cara enfiou um dedo assim do nada na garota, ou que friccionou seu clitóris simplesmente, me deixa de cara torta para um lado e olhos revirando, penso logo: isso vai arder tanto depois...

    A competição pelo pênis de ouro deveria ter medalha e troféu, eu acredito em picas gigantes, e como sou mais pra São Tomé.... bem, mas acho que isso faz parte da fantasia das moças, encontrar um cavalo pelo caminho que lhes arrebente até o útero. O que me deixa sem ânimo para ler certas fics que além do cara ter um membro que deveria ser enrolado na cintura antes de ir pra dentro da cueca, o carinha não sabe como usar a 'coisa'..... Isso me entristece muito.

    Ler "peitos" me fazem abandonar a fic. Como assim, "pegou nos meus peitos"? Alguém fala isso? De verdade? Peitos? Onde foram parar os Seios?? "O bico do meu peito duro"! Li isso noutro dia! Os mamilos túrgidos, ou entumecidos sumiram e deram lugar aos bicos!.... prefiro nem enveredar por esta trágica narrativa...

    Tá maneiríssimo seu post! Como escritora 100% de +18, tem minha admiração, parabéns pelo post fodástico.

    ResponderExcluir
  3. Ah, a parte do eufemismo fez-me rir muito! O legal de ler um post como esse é reconhecer que, assim como qualquer cena descrita, podemos desenvolver melhor repertório narrativo para descrever cenas de sexo.

    Por exemplo, hoje considero-me na média em relação a esse quesito, mas nas primeiras duas cenas que descrevi acho que utilizei quase todos esses erros juntos (kkkk). É constrangedor descrever cenas de sexo inicialmente... Envolve tornar claro movimentos corporais de duas (ou mais?) pessoas na cena e, ainda, não perder de vista os sentimentos envolvidos. Caso contrário, torna-se apenas um conto erótico que não tem relevância para o desenvolvimento da relação dos personagens.

    Ótimas dicas. :)

    ResponderExcluir
  4. Primeiro de tudo queria dizer que foi difícil para mim escrever este comentário, pois não consigo segurar o "RISO"! LOL
    Nunca escrevi e nem li este gênero, mas a curiosidade foi maior e me fez ler 1 dos posts mais engraçados que já li por aqui.

    Parabéns.

    Ah, eh!! Uma grande parcela dos risos tbm se deve a Clara de Assis com seu comentário " O bico do meu peito duro"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LoL Wellington, é a mais pura verdade, Diandra abordou muitíssimo bem a questão sexo em fics, o caso é sério, existem coisas absurdas rodando pela net e o Nyah também abriga cenas grotescas! Você riu, mas é verdade.
      Mais uma vez nota mil pra Dih!

      Excluir
  5. Gostei muito do post no geral.

    Sempre achei muito complicado dizer aos outros o que fazer ou não fazer quando escrever, mas tem certo pontos que realmente precisam ser ditos.

    Escrever sobre sexo não é facil. Deus, um post sobre escrever sobre sexo já não é fácil, que dirá escrever em si. Isso tudo porque o sexo é um momento intimo e particular e, portanto, diferente para cada um, como você mesmo diz.

    Fazer algo limpo, com classe, erotismo, verossimilhança e respeito ao leitor é um desafio e tanto e te parabenizo por tentar ajudar aqueles que tentam a fazer isso pelo menos um pouco melhor.

    Que venham os próximos, e que vejamos o resultado desses conselhos em fics futuras!

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei o post, foi simplismente engraçado e super interessante de ler. Sem contar de algumas dúvidas que foi tiradas e certas suspiradas de alívio em saber que meus lemons não são escritos com tantos erros. Mas se me permite perguntar, já perguntando, vou tirae uma duvida:

    Eu, sou autor e leitor de muitos lemons, (leio mais que escrevo, mas esta de boa) na hora que escrevi meus lemons eu não me sinto a vontade de descrever o (como posso dizer sem parecer um tarado) membro masculino, e muitas vezes nem o descrevo, saindo dessa competição de premio Priapus de ouro, (kkkkkk essa historia da mitologia grega se encaixa muito bem na categoria) e acabo deixando para os leitores imaginarem o órgão de cada um dos personagens, e faço isso tambem em outras varias partes como na parte dos gemidos, que nesta parte eu só descrevo que ambos estão gemendo ou expressando seu prazer (como se fosse o narrador observasse a cena) e na parte da gozada, eu tambem não faço o personagem urrar de prazer, mas eu descrevo o ato, deixando bem claro que tal pessoa gozou, entende?
    O meu medo é, por não descrever estas expressões (extremamente cômicas e nada excitantes) acabar em dar uma ideia de "filme mudo", entende? Tipo, ninguem nunca reclamou das cenas, algumas até parabenizam, porem tenho medo de passar essa impreenção. Espero a resposta.

    Mas a seção esta magnifica, e eu apoio uma coluna semanal de materias sobre assuntos para maiores! Rsrss

    Espero o proximo...

    ResponderExcluir
  7. A #3 me lembrou algo engraçado, descrever as partes intimas... Véi, o autor de Game of thrones fez isso com o Tyron... Descreveu tudo de maneira exagera, pelo menos para meu gosto... E sem falar de uma de suas frases épicas nos livros: "mamilos roxos" huahuehuauehuehu

    ResponderExcluir
  8. Rachei de rir, só aqui porque quando me deparo com COISAS como essas, sinceramente deixo de ler. Tenho até desanimo de ler uma fic com Ahs e Ohs, sério esta tão (esqueci a palavra certa então vou usar:) gasto. Na maioria das vezes não consigo ler a fic que usa e abusa disso. É chato! Tudo isso que você comentou me deixam PÊ da vida! E ainda tem aqueles que dizem que ficou perfeito e blábláblá, cadê o senso crítico deles?

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post mais uma vez, muito divertido e tirou uma série de dúvidas minhas! Eu sou meio nova nesse gênero +18, mas consegui escrever um uma vez (não foi nada selvagem, mas acho que consegui deixar a fanfic quente e romântica ao mesmo tempo), e mostrei à minha amiga, que adorou. Ufa, que alívio!
    Mas não só como escritora, eu também amo ler histórias nesse gênero. Não acho que a leitura +18 devesse ser vista com tanto preconceito, é uma forma de arte que retrata um prazer do ser humano (claro, +18, então não recomendo para os não experientes). E sim, precisamos de uma zona para fanfics mais "hot".
    Eu estou naquela parte da fanfic em que se aproxima das cenas de sexo. O difícil, é que os dois personagens não costumam fazer isso apenas uma vez na fanfic, na verdade são várias vezes, até porque isso faz parte da característica dela, e acaba se tornando parte da dele. Porém, como não quero que meus leitores enjoem lendo cenas de sexo dos dois o tempo inteiro na fanfic, resolvi variar: sexo MESMO, uma vez ou outra, raramente, mas a tensão sexual pode rolar na maioria das vezes. Vou até fazer uma recomendação: se seus personagens fazem sexo várias vezes, tente variar, tornando mais selvagem no início ou em outra hora, colocando a imaginação pra funcionar com algumas fantasias, ou experimentando situações inusitadas. Mas se você tiver um protagonista que tem vários parceiros ao mesmo tempo (já li uma fanfic assim, em que a protagonista matava cada cara com quem tinha relações. Uma pena que até agora não teve segundo capítulo, a sinopse era muito boa), pode tentar reduzir as descrições e as cenas em alguns casos. Sou meio iniciante, mas como leitora assídua de fanfics +18, digamos que peguei uma certa experiência em fanfics do gênero SHAUSHUAHSUAHSUAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que o post te ajudou (verdade seja dita, também me ajudou a mim) porque há coisas que as pessoas não gostam mas mesmo assim fazem, sem terem noção disso e acho que este post as vai ajudar a saber o que evitar.

      Excluir
  10. Eu sou completamente apaixonada por este blog! *---* Suas dicas são ótimas, queria ter descoberto seus textos quando comecei a escrever.
    Nas minhas primeiras fanfics (por 2012 ou 2013), eu tive muitos erros que bateram com suas dicas. Um deles, foi trocar o travessão pelo underline.
    E sobre as cenas hentais, eu sou iniciante, mas não tive esses erros. kk Ainda bem!
    Eu melhorei com tempo, tive muitas dicas pelo site ao qual sou membro e consegui alcançar uma escrita aceitável. :D
    Bom, eu vou acompanhar. ^^ Afinal, ainda sou autora em treinamento, irei seguir as dicas que forem necessárias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Esperemos que o blog te ajude, afinal esse é o nosso objetivo. Beijos

      Excluir

O blog da Liga é um espaço para ajudar os escritores iniciantes a colocarem suas ideias no papel da melhor maneira possível.



As imagens que servem de ilustração para o posts do blog foram encontradas mediante pesquisa no google.com e não visamos nenhum fim comercial com suas respectivas veiculações. Ainda assim, se estamos usando indevidamente uma imagem sua, envie-nos um e-mail que a retiraremos no mesmo instante. Feito com ♥ Lariz Santana